Companhia regional Flybe vai reduzir bases e rotas no Reino Unido

logo companhia aérea flybeA Flybe confirmou que vai fechar duas bases e provavelmente encerrará mais duas no final do Verão de 2019. A companhia aérea regional britânica vai igualmente interromper todos os voos que efectua com aeronaves a jacto a partir do inicio do programa de inverno de 2019-20, com os últimos voos a realizarem-se em Outubro.

O avião Bombardier Q400, com 78 assentos, continuará em operação. A Flybe continuará a ter uma base em Exeter, onde estão sediadas as aeronaves Q400.

As operações com aeronaves a jacto vão acabar em Norwich, mas os serviços operados pelo parceiro de franquia da Flybe, a Eastern Airways, irão continuar.

A Flybe cessará as operações a jacto de Cardiff e Doncaster e fechará estas duas bases. No entanto garantiu que continuará a oferecer voos de e para Cardiff e Doncaster no Q400, com aeronaves e tripulação a voarem de outras bases.

A Flybe disse que os cancelamentos de vôos que estão a verificar-se actualmente não estão relacionados com esta decisão e são o resultado de uma combinação de outros factores.

A companhia aérea cancelou cerca de 30 vôos no Reino Unido, causando grandes transtornos para milhares de passageiros que voam de e para aeroportos regionais.

A companhia aérea pediu sinceras desculpas pela inconveniência. Inicialmente, disse tratar-se de razões operacionais, e depois explicou que os atrasos foram causados ​​por uma escassez de pilotos em toda a indústria, bem como pelos seus próprios pilotos que estavam de férias.

A companhia aérea foi recentemente adquirida por um consórcio que inclui a Virgin Atlantic e o Stobart Group.

Publicado em Companhia Aérea nos temas , .